Diabetes e hipoglicemia, Mídia, Na Mídia

Dieta de baixa caloria possibilita a remissão do diabetes

Hábitos saudáveis e estilo de vida que reúnam dieta e atividade física são favoráveis ao controle do diabetes. Mais do que auxiliarem no quadro, são condições que podem ser responsáveis até por uma possível remissão da doença. Um estudo recente publicado na revista Lancet relaciona essa possibilidade à perda de peso: 86% dos pacientes analisados perderam pelo menos 15 kg e isso favoreceu os casos de remissão da doença.

Muito se fala sobre o diabetes não ter cura e sobre a necessidade de sempre utilizar medicação para manter sob controle. O estudo do Lancet vem para quebrar um paradigma de que não apenas a doença possa ser controlada como ter sua remissão, isto é, ter os níveis de glicemia normalizados. Mas, o alerta é que ganhar peso novamente faria com que o diabetes voltasse a ficar sem controle também.

Neste estudo, a dieta utilizada foi de muito baixa caloria conhecida como VLCD (do inglês – very low calorie diet) foi prescrita para 149 pacientes com diabetes tipo 2 em uso de hipoglicemiante oral e comparado ao mesmo número de pacientes que não fizeram a dieta. A HbA1c de base foi de 7,7 % no grupo de intervenção (dieta VLCD) x 7,5% do grupo controle. O IMC dos dois grupos era de aproximadamente 35,5 kg/m2. Os pacientes estavam usando até dois hipoglicemiantes orais.

Composição da dieta VLCD

Aproximadamente 850 calorias na forma de substitutos alimentares. Composição de macronutrientes:

  • 59% carboidrato
  • 13% gordura
  • 26% proteína
  • 2% fibra

Duração da fase de intervenção – de 3 a 5 meses

A remissão do diabete foi definido como HbA1c (hemoglobina glicada) <6,5% após 2 meses de retirada de antidiabéticos orais, do início do estudo até 12 meses.

A remissão do diabetes foi intimamente relacionada à perda de peso e atingida em 86% dos participantes que perderam pelo menos 15 quilos, conforme figura abaixo.

VLC e remissao diabetes.jpeg
Impacto do ganho de peso perdido na remissão do diabetes. Modificado de Lean e colaboradores

E os benefícios são inúmeros, pois esse tipo de dieta melhora os níveis de gordura no sangue, diminuindo triglicérides e aumentando o HDL-colesterol, reduzindo ainda a circunferência abdominal e a pressão arterial.

Existem dietas comercialmente disponíveis que reduzem ainda mais a quantidade de carboidratos. Essas dietas são chamadas dietas cetogênicas.  Existe uma tendência ao uso de dietas de baixo teor de carboidrato, ou mesmo cetogênicas para controle do diabetes tipo 2.

Pessoas que usam hipoglicemiantes orais ou insulina devem realizar o ajuste dessas medicações durante uma dieta deste tipo somada a atividades físicas adaptadas e regulares, por isso é fundamental o acompanhamento médico para ingressar nesse tipo de tratamento mais restrito. Todos os casos devem ser sempre acompanhados por médicos habilitados. Isso porque dentro do quadro da doença, existem algumas restrições a esta dieta, como, por exemplo, as pessoas com diabetes do tipo 1, que não podem restringir a alimentação devido ao risco do desenvolvimento de cetoacidose diabética.

O diabetes é uma doença crônica, mas não inexoravelmente progressiva com antes pensado. Há a possibilidade de remissão na perda de peso e dietas mais restritivas. Sabe-se da dificuldade em se manter essas dietas, mas esse estudo provou que o diabetes tipo 2 pode ter um manejo sem medicação.

Referência

LEAN, M. E.  et al. Primary care-led weight management for remission of type 2 diabetes (DiRECT): an open-label, cluster-randomised trial. Lancet, v. 391, n. 10120, p. 541-551, 02 2018. ISSN 1474-547X.

texto parcialmente publicado em:

https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/567103/dieta-de-baixa-caloria-possibilita-a-remissao-do-diabetes

Dieta de baixa caloria possibilita a remissão do diabetes

Um comentário em “Dieta de baixa caloria possibilita a remissão do diabetes”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.