Atividade física previne a progressão para o diabetes independentemente da perda de peso

Em 2002 foi publicado um importante estudo sobre a prevenção de diabetes em indivíduos acima do peso e com pré-diabetes, o estudo DPP (do inglês, Diabetes Prevention Program). Nele, foram comparados três grupos de pacientes: o grupo placebo, um grupo ao qual foi prescrito metformina 850mg duas vezes ao dia, e um terceiro grupo que recebeu aconselhamento contínuo para mudança de estilo de vida, com dieta e atividade física de pelo menos 150min por semana, visando uma perda de 7% do peso inicial e avaliada a progressão de pré-diabetes para diabetes.

Após uma média de três anos do início do estudo, nos indivíduos mais jovens, abaixo de 60 anos, a mudança de estilo de vida foi mais eficaz que o uso metformina, que por sua vez foi melhor que o grupo placebo em retardar progressão do pré-diabetes para o diabetes. Já nos indivíduos acima de 60 anos, a mudança de estilo de vida reduziu em 71% o risco da progressão para diabetes, e a administração de metformina mostrou ser uma medida pouco eficaz. Avaliando-se todos os pacientes que fizeram mudança de estilo de vida, o risco para progressão do diabetes reduziu em 58%.

Devido ao sucesso da mudança de estilo de vida, foi oferecido para todos os indivíduos um programa de mudança de estilo de vida e convidados a participar da continuação do estudo DPP, o DPPOS (Diabetes Prevention Program Outcome Study), cujos resultados foram publicados em 2009 e confirmaram a maior eficácia da mudança de estilo de vida quando comparadas a metformina e placebo.

Há poucas semanas, os resultados da observação de uma média de 12 anos desses pacientes foram anunciados durante o Congresso da Associação Americana de Diabetes. Os pesquisadores concluíram que, em todos os grupos de tratamento, a progressão para o diabetes foi menor nos indivíduos que eram fisicamente ativos, especificamente 2% de diminuição no risco, independentemente da perda de peso. O efeito protetor foi mais pronunciado naqueles que eram mais sedentários no início do estudo.

Antes desses resultados, pensava-se apenas que a atividade física tinha benefício apenas no auxílio da perda de peso, entretanto, mostrou-se benéfica por si só na prevenção do diabetes, devendo ser encorajada na prevenção do diabetes, bem como a perda de peso e alimentação saudável.

Referências:

http://www.niddk.nih.gov/about-niddk/research-areas/diabetes/diabetes-prevention-program-dpp/Pages/default.aspx

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3135022/

http://www.diabetes.org/newsroom/press-releases/2016/new-dpp-data-indicates-physical-activity-helps-prevent-type-2-diabetes-independent-of-weight-loss.html

Obrigada por chegar até aqui. Espero que continue explorando o blog.
Não sei se você percebeu, mas não há anúncios em nenhuma das minhas páginas. Optei por assim deixar para tornar sua leitura mais agradável.

Todo conteúdo é gratuito! Contudo, se você deseja contribuir com o meu trabalho para que ele se mantenha e evolua, ou como forma de agradecimento, doe qualquer valor clicando aqui ou no botão abaixo.

Se você não tem como ou não deseja fazer uma doação, não tem problema! Há outras formas contribuir, como deixando o seu like, comentário ou compartilhando esse conteúdo.

Mais uma vez, obrigada!

Suzana

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.