Uso de pílula anticoncepcional e libido sexual

Testosterona em mulheres e libido sexual

Para todas as minhas pacientes que se preocupam com a testosterona baixa, eu digo que os endocrinologistas se preocupam é mesmo com a testosterona alta nas mulheres.

Claro que tem toda uma questão sobre os hormônios, principalmente da testosterona, e o desejo sexual tanto no homem como na mulher. Os hormônios contribuem para uma parte do desejo, outra parte fica por conta de questões psicológicas, de relacionamento, pandêmicas etc, etc, etc.

Profissionais como endocrinologistas e ginecologistas são muito procurados para questões de libido para que chequemos os hormônio, mas os sexólogos podem ser de grande valor.

E o que a pílula tem a ver com a testosterona?

Em um post do instagram sobre o uso de pílula para o “tratamento!” de síndrome dos ovários policísticos, comentei que elas reduzem os hormônios que estimulam os ovários (FSH e LH).

Inibição do FSH e LH pelo uso da pílula combinada

Pois bem, reduzindo FSH e LH, as pílulas reduzem a produção dos andrógenos ovarianos e a própria testosterona. O estrógeno e o progestágeno da pílula repõem os hormônios ovarianos, mas não os andrógenos.

A inibição do FSH e LH inibe a cascata de produção de hormônios ovarianos.

A pílula aumenta a SHBG

Outro fato importante, é que a pílula aumenta a proteína transportadora dos hormônios sexuais, a SHBG. Com isso, a fração livre da testosterona é reduzida e evidenciamos o efeito dessa redução na pele, nos cabelos e, ocasionalmente na libido sexual.

A pílula aumenta a SHBG e reduz a fração livre do hormônio masculino. Menos hormônio livre, menos efeito sobre o receptor.

Sendo assim, não se assuste e não se convença que você precisa usar testosterona quando usa pílula. Teoricamente, não faz sentido dosar FSH, LH, andrógenos e testosterona (total ou livre) se você usa anticoncepcional para evitar gravidez. Se você usa anticoncepcional para minimizar os sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos é outra história.

Mais uma vez, cada uma deve escolher o método contraceptivo que mais acha que faz lhe sentido. Se houve redução do desejo sexual pelo uso da pílula, podemos lembrar que existem outros métodos contraceptivos e sua substituição pode ser pensada.

Post do instagram

Obrigada por ter chegado até aqui!

Se você gostou da leitura, não deixe curtir e de compartilhar o conteúdo.

Para receber em primeira mão as publicações, você pode se increver no blog ou me acompanhar pelas redes sociais. Os links estão no rodapé dessa página.

Espero ver você mais vezes!

Um forte abraço,

Suzana

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.